Governo anuncia novo bloqueio de R$ 2,6 bi no Orçamento

As áreas onde as restrições serão implementadas ainda não foram detalhadas

Publicado quinta-feira, 22 de setembro de 2022 às 17:11 h | Atualizado em 22/09/2022, 17:11 | Autor: Da Redação
Equipe econômica do governo Bolsonaro já bloqueou R$ 10,5 bilhões do orçamento em 2022
Equipe econômica do governo Bolsonaro já bloqueou R$ 10,5 bilhões do orçamento em 2022 -

O Ministério da Economia anunciou nesta quinta-feira, 22, às vésperas das eleições, um bloqueio de gastos de R$ 2,63 bilhões no orçamento deste ano. O contingenciamento tem por objetivo cumprir a regra do teto de gastos.

Ainda conforme a União, houve aumento de R$ 5,6 bilhões em gastos com aposentadorias e por isso houve a necessidade de se bloquear os valores. A informação consta no Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias, da Secretaria do Tesouro Nacional.

As áreas onde as restrições serão implementadas ainda não foram detalhadas e deverão constar em decreto presidencial a ser editado até o fim do mês. Também não foi informado se o bloqueio reverterá a liberação de emendas do orçamento secreto feita nas últimas semanas.

O secretário especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Esteves Colnago, afirmou que o governo vai efetuar os bloqueios nas despesas livres, que estão entre R$ 19 bilhões e R$ 20 bilhões neste ano, entre as quais constam R$ 3,8 bilhões nas emendas de relator (orçamento secreto).

Com o novo bloqueio, o total de despesas que ficam travadas este ano avançou de R$ 7,9 bilhões para R$ 10,5 bilhões.

No início deste mês, Bolsonaro editou um decreto para antecipar a liberação de R$ 3,5 bilhões em emendas de relator e outros R$ 2,1 bilhões para ministérios, na expectativa de que o relatório bimestral de avaliação do Orçamento apontasse na sequência a viabilidade desse alívio. Mas não é o que o relatório mostra.

Publicações relacionadas