Chefe da segurança de Lula pede investigação contra bolsonarista

Delegado que acompanha ex-presidente pediu que corregedoria da PF investigue empresário e esposa

Publicado quinta-feira, 22 de setembro de 2022 às 16:29 h | Atualizado em 22/09/2022, 16:29 | Autor: Da Redação
Empresários catarinenses que publicou vídeo atirando em imagem do ex-presidente Lula
Empresários catarinenses que publicou vídeo atirando em imagem do ex-presidente Lula -

O chefe da segurança da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu nesta quinta-feira, 22, que a Polícia Federal abra uma investigação sobre a conduta do empresário de Santa Catarina que praticou tiro ao alvo em uma imagem do candidato petista. A informação é da colunista Andréia Sadi, do G1.

O pedido foi feito à Corregedoria da Polícia Federal. O delegado responsável pela segurança do petista, Andrei Augusto Passos Rodrigues, solicita ainda que a esposa do empresário também seja investigada.

Luiz Henrique Crestani publicou o vídeo atirando com uma espingarda em uma foto de Lula nas redes sociais. Na publicação, antes de atirar seguidas vezes na imagem, o empresário “Qual que é o ladrão? Estou na dúvida. Vamos ver onde a arma pega”.

Na imagem do ex-presidente tem escrito a mensagem “atire no ladrão”.

Após a repercussão, Crestani postou uma nota em suas redes sociais na qual diz não ser "a favor da violência e nem de agressões a quem quer que seja, prezando sempre pelos valores morais e pela família" e que o desenho usado "está restrito às atividades internas e não deve ser entendido com qualquer outra conotação, sendo apenas usado em caráter recreativo, sem cunho político".

Disse ainda que, apesar de estar em um campo político contrário ao do ex-presidente, “não significa em hipótese alguma que incitamos a prática de atos que desrespeitem os valores legais constituídos em nosso país".

Publicações relacionadas