Tomás Paiva suspende nomeação de ajudante de ordens de Bolsonaro

Tenente-coronel Mauro Cid, suspeito de caixa 2 no Planalto, assumiria batalhão em Goiânia

Publicado terça-feira, 24 de janeiro de 2023 às 19:09 h | Autor: Da Redação
general Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, comandante militar do Sudeste
general Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, comandante militar do Sudeste -

O novo comandante do Exército brasileiro, General Tomás Paiva, suspendeu a nomeação do tenente-coronel Mauro Cid para o comando do 1º Batalhão de Ações de Comando, em Goiânia.

A decisão foi tomada nesta terça-feira, 24, após conversa entre o General Tomás e Cid. De acordo com informações Folha, o próprio ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) sugeriu o afastamento diante da crise militar após a queda do ex-comandante do Exército Júlio César de Arruda.

O Alto Comando do Exército foi comunicado da decisão durante reunião nesta terça, em Brasília. Moura Cid está sendo investigado pela Polícia Federal sob suspeitas da existência de uma espécie de caixa 2 dentro do Palácio do Planalto, com dinheiro vivo proveniente, inclusive, de saques feitos a partir de cartões corporativos da Presidência e de quartéis das Forças Armadas

Segundo UOL, a expectativa é que Cid seja realocado na Força nos próximos dias e consiga concorrer novamente ao cargo no batalhão em Goiânia no biênio 2025-2026, caso uma investigação da Polícia Federal sobre ele se encerre a tempo.

Publicações relacionadas