Otimista com reajuste do IPTU, Brito critica vereadores da situação

Audiência pública nesta sexta-feira, 25, ouvirá população. “Se contribuinte aplaudir isso, merece chicotada"

Publicado quinta-feira, 24 de novembro de 2022 às 08:57 h | Autor: Da Redação
"O povo precisa saber se esses 29 vão defender os interesses do povo ou do prefeito”, disse Edvaldo Brito
"O povo precisa saber se esses 29 vão defender os interesses do povo ou do prefeito”, disse Edvaldo Brito -

Relator do projeto que altera os valores do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), o vereador Edvaldo Brito (PSD) foi o entrevistado do Isso É Bahia na manhã desta quinta-feira, 24.

No programa da rádio A TARDE FM (103.3), Brito falou o que espera para a audiência pública sobre o projeto 236/2022, que está marcada para às 9h desta sexta-feira, 25, na Câmara Municipal. “Minha expectativa é positiva, diferente de 2020. Em 2020, discutíamos o pleito eleitoral. Precisamos ter uma Câmara comprometida com esses interesses da população e obviamente um prefeito comprometido com esses interesses da população”, conta o vereador.

Crítico do prefeito, Bruno Reis (UB), e dos seus aliados, Edvaldo Brito acredita que a atmosfera de uma audiência pública pode fazer a diferença. “São 42 [vereadores de Salvador]. Apenas 13 não estão atrelados ao prefeito, 14 com presidente da Câmara [Geraldo Júnior]. Há 29 fixos que decidem tudo. O povo precisa saber se esses 29 vão defender os interesses do povo ou do prefeito”, argumenta.

Apesar do otimismo, Brito não descarta o risco de as demandas populares não serem atendidas pelo próprio povo. “Se o contribuinte aplaudir isso [mecanismos para manter os valores do IPTU], então realmente o contribuinte está precisando apanhar, receber essa chicotada”, opina.

Publicações relacionadas