Fábio Mota expõe dificuldade do Leão para contratar

Em coletiva, presidente aponta que jogadores dão preferência a esperar por propostas das Séries A e B

Publicado sábado, 07 de maio de 2022 às 06:05 h | Atualizado em 06/05/2022, 23:41 | Autor: Luiz Teles
Dirigente deixou claro que ainda deve contratar mais dois atletas e negociar de seis a sete empréstimos ou saídas
Dirigente deixou claro que ainda deve contratar mais dois atletas e negociar de seis a sete empréstimos ou saídas -

A coletiva na Toca do Leão era para apresentar um novo patrocinador e a volta do time de basquete do Vitória. Contudo, dos 35 minutos de entrevista, somente nove foram ocupados por esses assuntos. Nas demais falas, o presidente do clube, Fábio Mota, respondeu a uma sabatina de perguntas sobre o futebol e deixou claro que contratar bons jogadores para a Série C é um desafio.

>>Leia mais notícias sobre o Vitória

“Não é fácil trazer jogador para Série C. O jogador espera proposta da Série A e Série B e só depois disso é que ele vai pensar na Série C. Não é fácil, ainda mais na crise financeira que a gente se encontra”, disse o mandatário Rubro-Negro.

Dentre planejamento e contratações, o dirigente deixou claro que ainda deve contratar mais dois atletas e negociar de seis a sete empréstimos ou saídas, para deixar o elenco com o tamanho desejado pelo técnico Fabiano Soares e pelo diretor de futebol Rodrigo Pastana.

Mota confirmou que, no momento, com as chegadas do goleiro Dalton e do zagueiro Danilo Cardoso, e o distrato com o meia Jadson, os principais alvos do clube são “um camisa 10” e um atacante. “(para a vaga de Jadson) Já temos Gabriel Santiago, Miller... São jogadores que chegaram para suprir isso, mas existe a ideia de que precisamos de mais um jogador para o meio-campo. Estamos sondando. Não adianta trazer por trazer. A gente espera contar mais duas contratações para Série C”, disse.

Sobre a saída de atletas, ele disse que o clube vem trabalhando as possibilidades de rescisões de contratos ou empréstimos. “Todo treinador quando chega, elenca jogadores que quer trabalhar. Foi assim com Dado, Geninho e tem sido com Fabiano. Não é perseguição. Não quer dizer que os outros com quem ele não esteja trabalhando não possam voltar ao clube. Precisamos tirar seis ou sete jogadores. Saíram Alisson Cassiano e Jadson. Precisamos tirar mais cinco ou seis. Elenco ficou grande também com a subida de jogadores da base. Estamos tentando repassar esses jogadores para jogar em outro local. Os que não são do Vitória, estamos negociando para fazer rescisão”, disse Fábio Mota, garantindo que “ninguém treina em separado. Sabemos com quem vamos contar e quem não vai contar”.

Elogios a Soares

Perguntado sobre sua avaliação até aqui do trabalho do novo técnico, Fabiano Soares, Fábio Mota fez a ressalva de que ainda era muito cedo para julgar, mas que ele “começou com pé direito”. “Reencontramos o caminho das vitórias. Ele tem um ritmo diferente de trabalho. Estou impressionado, não vou mentir. É um estilo diferente. Não estou dizendo que vai dar certo, torço muito para dar. O vestiário é diferente, as ações são completamente diferentes. Espero muito e estou apostando que vai dar certo”, elogiou.

O Vitória volta a jogar pela Série C nesta segunda-feira,  contra o Aparecidense, às 20h, em Aparecida de Goiânia (GO).

Na tarde de sexta-feira, o elenco foi a campo para mais um treino, mas antes assistiu a um vídeo com informações do adversário e fez um trabalho de reforço muscular na academia.

No gramado, o trabalho foi focado primeiramente em finalizações e lances de bola parada, seguido por um coletivo. A grande novidade do  dia foi o início do trabalho de condicionamento do meia Gustavo Blanco, que estava lesionado e ainda não estreou pelo Leão.

Publicações relacionadas