Sem milagres, mas com tratamento: especialista fala sobre calvície | A TARDE
Atarde > colunistas > De Olho na Saúde

Sem milagres, mas com tratamento: especialista fala sobre calvície

"A área doadora garante o sucesso da cirurgia de transplante capilar"

Publicado sábado, 03 de setembro de 2022 às 20:20 h | Autor: Elane Varjão | Jornalista | deolhonasaude@grupoatarde.com.br
Ito Meireles Filho, cirurgião plástico e especialista em Restauração Capilar
Ito Meireles Filho, cirurgião plástico e especialista em Restauração Capilar -

A calvície é uma predisposição genética que não pode ser impedida por ‘milagres’, conforme explica o cirurgião plástico, especialista em restauração capilar, Ito Meireles Filho. A causa mais comum da calvície entre os homens vem do fator hereditário, mas a situação pode ser controlada. O DHT (di-hidrotestosterona) é o grande vilão da história, que age diminuindo os fios até a queda. O tratamento inicial sempre é o clínico. “Utilizamos drogas como a dutasterida que agem bloqueando o DHT, e o minoxidil, que aumenta a circulação do couro cabeludo. Há também vitaminas específicas e a ledterapia, que é um boné que vai fazer a fotobioestimulação”, explica o especialista. Segundo ele, quando os bulbos capilares estão ‘secos ou mortos’, a cirurgia de transplante capilar é a mais indicada. “O sucesso do transplante capilar é determinado pelo tamanho da área doadora. Quanto mais fortes os fios para transplantar, mais segurança e êxito com o procedimento”, reforça Ito. Ele ressalta que o indivíduo que se incomoda com a calvície deve procurar um especialista em transplante capilar, que pode ser um dermatologista ou cirurgião plástico com título e filiado a ABCRC, Associação Brasileira de Cirurgia da Reparação Capilar.

Saúde da juventude em crise

Pesquisa de políticas públicas para a juventude, feita pelo Engajamundo e os Institutos Cíclica e Veredas, aponta a saúde como uma das áreas pouco atendidas na esfera federal desde 2013, quando foi publicado o Estatuto da Juventude, até 2021. Das 385 iniciativas mapeadas, a saúde equivale a 8%. As políticas também sumiram de 2020 a 2021.

Direito Médico

Duas obras literárias sobre direito médico foram lançadas na última quinta-feira (1º), em Salvador. “Direito Médico e Bioética: História e judicialização da relação médico-paciente e Deliberações (bio) Éticas”, de autoria da advogada em direito médico Camila Vasconcelos, e “Decisões Jurídicas: Brasil e Portugal”, organizado por Camila e Elda Coelho de Azevedo Bussinguer e Maria do Céu Patrão Neves. As obras abordam os dilemas éticos em saúde.

Rol taxativo

Já aprovado na Câmara, o Projeto de Lei que derruba o rol taxativo passou pelo Senado e, agora, a decisão está nas mãos do presidente Jair Bolsonaro. O texto amplia a cobertura dos planos de saúde, que passam a ter que oferecer e custear tratamentos e procedimentos previstos fora da lista da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Esperança para pacientes, preocupação para as operadoras.

Novidade no SUS

A trombectomia será incluída nos procedimentos realizados pelo SUS, conforme anunciou o ministro Marcelo Queiroga. Uma boa notícia para pacientes vítimas de Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCi). A inclusão deve ocorrer até o final do ano. O AVCi ocorre quando há obstrução de uma artéria, impedindo a passagem de oxigênio para células cerebrais. É o tipo de AVC mais o mais comum e representa 85% de todos os casos.

Terapias com animais

Andrea Petenucci, Fabiane Munhoz, Janaína Ganzer, e Vanessa Piana, da Afeto & Afago, destacam-se pelo trabalho de Intervenções Assistidas por Animais (IAAs) para o desenvolvimento biopsicossocial humano no âmbito da saúde, da educação e social.

Setembro Amarelo

Segundo a OMS, no Brasil, a cada 45 minutos, uma pessoa morre por suicídio. A campanha Setembro Amarelo busca chamar atenção para a prevenção a esse ato, cuja abordagem deve ser bastante cuidadosa.

Nova Campanha ICB

O Instituto de Cegos da Bahia lançou Campanha de arrecadação de doações que visa construção de um novo Centro Médico Oftalmológico, expansão do Centro de Reabilitação Visual e muito mais.

Alzheimer

Diagnósticos de Alzheimer cresceram após isolamento na pandemia Estudos indicam que casos de demência podem triplicar até 2050. Demência nem sempre é o primeiro sintoma.

Publicações relacionadas