Entrevista: José Carlos Brito | A TARDE
Atarde > colunistas > De Olho na Saúde

Entrevista: José Carlos Brito

Coluna De Olho na Saúde traz entrevista com o cardiologista e hemodinamicista José Carlos Brito

Publicado domingo, 11 de junho de 2023 às 06:00 h | Autor: Elane Varjão Guimarães
José Carlos Brito, cardiologista e hemodinamicista
José Carlos Brito, cardiologista e hemodinamicista -

Atuar como médico exige sacrifícios, devoção e zelo pela vida dos pacientes. E é nesse sentido que o cardiologista e hemodinamicista, José Carlos Brito, busca exercer a medicina. Com 47 anos de profissão, ele fala, nesta entrevista, sobre a paixão pela profissão e os requisitos essenciais para exercê-la, sobretudo, de forma ética. Brito foi homenageado pelos relevantes serviços prestados à sociedade, pela SBC-Bahia, durante o 35º Congresso de Cardiologia do Estado da Bahia, que aconteceu de 25 a 27 de maio, no Centro de Convenções Salvador.

1.  O que representa para você a homenagem feita pela SBC?

A homenagem da Sociedade de Cardiologia da Bahia honra-me de forma bastante significativa. Desde cedo, após decidir pela cardiologia, fui muito atuante na área associativa, tendo participado de duas gestões na área científica, antes de ser presidente. Procurei oferecer o melhor de mim.

2. Você é um médico devotado à profissão. Quais os valores que sempre cultuou para exercer a Medicina de forma zelosa e ética?

Os valores éticos são os mais importantes e superam os demais. O segundo valor em importância é manter-se atualizado. A medicina é uma profissão que requer muito estudo, desde a graduação até a aposentadoria. Nenhuma outra requer tanto. 

3. Quais os requisitos essenciais para a escolha da Medicina como profissão?

Ter bons exemplos e vocação. No meu caso, a admiração pelo pediatra, meu e de meus irmãos, Dr. Eliezer Audíface, estimulou muito a vocação pela Medicina.

4. O que falta na Medicina da atualidade?

Faltam algumas questões importantes. Por exemplo, a abertura indiscriminada de novos cursos de Medicina, sem controle de qualidade, põe em risco a profissão e a sociedade.

Pílulas

Visitas médicas

Umas das práticas adotadas pela medicina, que se intensificou muito com a pandemia, são as visitas realizadas em pacientes acamados em seus domicílios, clínicas ou hospitais. Mas, é bom ter atenção com o médico  que é acionado para fazer uma avaliação do paciente. Muitos cobram caro, sequer fazem relatório de avaliação e depois somem. Não sabem que aquele paciente pode ser rentável, já que, para esse tipo de profissional, o que importa mesmo é dinheiro no bolso. A ética médica passa longe.

Moralidade administrativa x Saúde

A qualidade do gasto público tem que se traduzir na boa prestação dos serviços de saúde à população. Mas isso não vem sendo observado na gestão da Prefeitura de Itaetê, na região da Chapada Diamantina. De acordo com dados divulgados pelo Diário Oficial do Município, a prefeitura vai investir R$ 950 mil em buffet do camarim para as bandas que vão se apresentar nos festejos juninos. Há um evidente desequilíbrio nas prioridades. Se essa mesma atenção de recursos fosse empregada à saúde, seria mais proveitoso para os munícipes.

Negligência médica

A morte da pequena Isabella da Conceição da Silva, de apenas 4 anos, causou comoção pública. Ela morreu em decorrência de uma síndrome respiratória aguda grave, no Hospital Professor Eládio Lasserre, em Salvador. A família acusa uma pediatra de negligência médica. Em nota, a assessoria de comunicação SESAB informou que a unidade realizou o devido acolhimento da paciente e reforçou ainda que haverá uma apuração para verificar as circunstâncias em que o fato ocorreu. Esperamos que as apurações sejam céleres e que o caso não caia no esquecimento.

Destaque

Câncer do reto

Sempre aconselho aos meus pacientes a diminuir o consumo de carne vermelha, consumir fibras que estimulam o bom funcionamento do intestino. É super recomendável também evitar o sedentarismo, o fumo, a ingesta moderada a alta do álcool, evitar alimentos ultra processados afirma a coloproctologista Glícia Abreu.

Cardiologia em pauta

O cardiologista Leandro Serafim está em São Paulo participando do 43º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – Socesp. Na programação constam novas atualizações em cardiologia,medicamentos para perda de peso e diabetes ,  inteligência artificial e aparelhos médicos menores e mais precisos.

Conferência de Saúde

Na 11ª Conferência Estadual de Saúde , cujo  tema foi  “Garantir Direitos e Defender o SUS, a Vida e a Democracia – Amanhã vai ser outro dia”, foram eleitas 2.320 pessoas para representar os 417 municípios na Conferência Estadual com o intuito de debater políticas públicas de saúde para o Plano Plurianual de 2024- 2027.

Publicações relacionadas