Queda no preço de seminovos estimula vendas | A TARDE
Atarde > colunistas > Auto Brasil

Queda no preço de seminovos estimula vendas

De janeiro a agosto, vendas de carros seminovos na Bahia cresceram 12,6%

Publicado quarta-feira, 13 de setembro de 2023 às 01:30 h | Atualizado em 11/10/2023, 10:12 | Autor: Núbia Cristina
Líder de vendas entre os seminovos, Chevrolet Onix lidera ranking dos novos
Líder de vendas entre os seminovos, Chevrolet Onix lidera ranking dos novos -

As vendas de carros seminovos na Bahia cresceram 12,6% no acumulado de janeiro a agosto deste ano, em relação ao mesmo período de 2022, e 15,5% em agosto de 2023, comparando com o mês de julho. De acordo com levantamento da Federação dos Revendedores de Veículos Usados (Fenauto), foram 160.019 carros transferidos no acumulado do ano (jan-ago 2023) e de janeiro a agosto do ano passado foram 142.123. Em agosto deste ano foram 25.334 transferências de automóveis na Bahia, em julho, este número chegou a 21.939. 

“Esse crescimento é reflexo da medida provisória do governo federal, que baixou o preço dos carros novos, mas durou apenas quinze dias. Então, muita gente não conseguiu comprar o carro zero e acabou migrando para o veículo seminovo”, explica o presidente da Associação de Revendedores de Veículos Seminovos do Estado da Bahia (Assoveba), Ari Pinheiro. Ele lembra que no mês de abril a medida foi anunciada, e até o lançamento houve um “congelamento” nos preços dos carros novos e seminovos.

Mais baratos

A Medida Provisória (MP) 1.175 permitiu a redução de preços de modelos até R$ 120 mil, o maior desconto concedido pela redução tributária foi de R$ 8 mil, mas as montadoras aproveitaram para conceder bônus e fazer promoções, ocasionando uma queda ainda maior dos modelos de entrada. “Então as revendas de seminovos reduziram os preços, porque sem essa medida nós ficaríamos com estoques parados”, lembra Pinheiro.

“Os preços dos carros seminovos caíram logo após o anúncio da MP e não subiram mais. A queda foi de R$ 3 mil a R$ 10 mil nos modelos de entrada”, afirma Pinheiro. “A leve queda dos juros também estimula a estabilização dos preços”, diz. Em agosto, o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu a taxa Selic, juros básicos da economia, em 0,5 ponto percentual, para 13,25% ao ano. 

O empresário Mário Silveira, da Mário Veículos, explica que os “carros de médio luxo tiveram uma redução de 10% no preço após o pacote de incentivos do governo”. Ele confirma que os preços na Bahia mantêm o viés de baixa e que há sempre maior procura por veículos de entrada. “Onix, Argos, Mobi e Kwid lideram as vendas, por serem veículos de baixo consumo de combustível, baixo custo de manutenção e porque há muita demanda para o trabalho de motorista de aplicativo”, explica.

Kwid, novo ou seminovo,  teve maior queda de preço
Kwid, novo ou seminovo, teve maior queda de preço |  Foto: Divulgação
 

Um estudo do Data OLX Autos apontou queda de até 13% nos preços de veículos novos em decorrência da MP 1.175. Mas a pesquisa também confirmou redução no preço dos seminovos e usados. O Onix 2022 foi o  mais impactado pelo programa: o modelo ficou em média R$ 3,9 mil mais barato no Brasil. A lógica é simples, se cai o preço do carro zero, o seminovo e usado também ganha desconto. 

De acordo com a Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), o seminovo está entre 6% a 7% mais barato em relação ao que custava no primeiro semestre de 2022.

Usados jovens

Em relação a tempo de uso, houve crescimento de 19,8% nas vendas de seminovos de 0 a 3 anos na Bahia, em agosto (6.818) deste ano, comparando com julho (5.690). Usados jovens, 4 a 8 anos, cresceram 15,4% em agosto (13.109), em relação a julho (11.357). “As taxas de juros ainda estão muito altas, houve uma leve queda, isso dificulta a aquisição do seminovo de um a dois anos, então a venda de usados novos e usados maduros acaba sendo estimulada”, comenta Mário Silveira.

“Os veículos de 0 a 3 anos ainda estão na garantia de fábrica e como o preço do carro zero ainda está muito caro, e o custo do financiamento também, os seminovos acabam se tornando uma opção com melhor custo-benefício”, afirma Pinheiro. Mas há um público que tem comprado usados maduros (9 a 12 anos de uso), os carros mais velhinhos. “O problema é comprar um carro desses financiado. Naturalmente, eles vão precisar de conserto, e aí o comprador terá que gastar mais com manutenção e ainda pagar a prestação do financiamento. Nem sempre dá certo isso. Se for para comprar, que seja à vista”, explica.

A Bahia lidera o ranking de vendas de seminovos - incluindo automóveis, veículos pesados, motos – na região Nordeste, contabilizando crescimento de 11,5% no acumulado do ano. Foram 289.274 transações de janeiro a julho deste ano, contra 259.390 transações no mesmo período do ano passado. “A Bahia tem  população maior, em relação a outras cidades do Nordeste, isso influencia, mas a o baiano também gosta mais de carro”, opina Mário Siveira. “Aqui o preço do seminovo ainda é mais em conta”, pondera Pinheiro. “Em Aracaju, uma praça menor, o seminovo custa em média R$ 4 a R$ 5 mil mais caro, e é assim em outras capitais”, revela.

Auto Shopping Mercadão será aberto em Lauro

O 1º auto shopping de seminovos de Lauro de Freitas será inaugurado em novembro e vai contar com mais de 500 carros em estoque, além de 25 lojas, na etapa inicial. O Auto Shopping Mercadão está sendo montado em área coberta do Mercadão da Bahia, na Região Metropolitana. Além das revendas de usados, terá serviços de financiamento, avaliação cautelar, chaparia, pintura, lavagem etc. O local foi escolhido pelo lojistas porque conta com infraestrutura de lazer, com vários restaurantes, feira, açougue, cafés etc. e ainda tem música ao vivo no fim de semana.

Ford lança versões  utilitárias da picape Ranger

A Ford lança as versões XL e XLS da Ranger, para frotistas e para uso no trabalho. Têm cabine dupla e estreiam o motor 2.0 Turbodiesel, com potência de 170 cv. As versões XLS 4×2 e 4×4 serão vendidas por R$ 235 mil e R$ 260 mil.

Publicações relacionadas