Catadores recolhem mais de 12 toneladas de material reciclável | A TARDE
Atarde > bahia > São João

Catadores recolhem mais de 12 toneladas de material reciclável

Projeto Arraiá Sustentável e Solidário iniciou 22 de junho e foi até as comemorações do 2 de julho

Publicado terça-feira, 04 de julho de 2023 às 06:30 h | Autor: Livia Oliveira*
Ao todo, no período, foram recolhidos 6.593,10 kg de plástico,  6.932,02 kg de latinhas e 787,50 kg de papelão
Ao todo, no período, foram recolhidos 6.593,10 kg de plástico, 6.932,02 kg de latinhas e 787,50 kg de papelão -

Catadores e catadoras de materiais recicláveis de Salvador recolheram mais de 12 toneladas de materiais desde o período de São João. O projeto Arraiá Sustentável e Solidário, que iniciou em 22 de junho, e foi até as comemorações do 2 de Julho, juntou 420 catadores atuando no Pelourinho e Parque de Exposições, e contou com apoio do governo do estado.

Estruturado pelo Fórum Lixo e Cidadania Bahia, que congrega cooperativas, associações e organizações civis, como o Centro de Arte e Meio Ambiente (Cama), e com apoio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Governo da Bahia (Setre), a segunda edição do projeto Arraiá Sustentável e Solidário garantiu renda e cidadania a 420 catadores.

Ao todo, foram recolhidos 6.593,10 kg de plástico,  6.932,02 kg de latinhas e 787,50 kg de papelão. No dia 22 de junho, as ações se concentraram no Pelourinho e Parque de Exposições. Já na última semana, até as comemorações de 2 de Julho, ocorreram apenas no Parque de Exposições. 

“Isso acaba trazendo dignidade para esses catadores, uma maior qualidade no pagamento desses serviços. Temos também a questão do fardamento, os EPIs”, pontua Ana Carine Nascimento, coordenadora executiva do Cama, bióloga, ambientalista e integrante do Fórum Lixo e Cidadania Bahia. 

Cooperativas e associação fizeram a gestão dos materiais em suas centrais, onde foram separados o alumínio e o plástico. Ainda contou com uma bonificação para os catadores que conseguiram ultrapassar a meta de 10kg de plástico e 15kg de alumínio.

“É uma economia de 42 toneladas de dióxido de carbono (CO2), um dos principais gases responsáveis pelo efeito estufa na atmosfera. A gente está falando de uma economia de 6.908 litros de petróleo, ou seja, essa quantidade de petróleo refinado poderia ser produzido 1.963 litros de gasolina”, aponta Ana Carine Nascimento.

*Sob a supervisão da editora Meire Oliveira

Publicações relacionadas